Curso de curta duração: Análise Macroeconômica

A macroeconomia numa abordagem moderna e eficiente! Que tipos de choques afetam a economia e o que esperar como resposta de política monetária e fiscal, de acordo com a teoria macroeconômica da corrente principal (mainstream).

Artigos científicos importantes serão discutidos em vídeos que você poderá assistir a qualquer momento e quantas vezes quiser no meu canal no Youtube (lançamento em breve). Aprenda com quem tem mais de 20 anos de experiência em ensino e pesquisa em macroeconomia. Vai ser divertido!!

Período previsto: 22 de maio a 10 de junho de 2018
Horário: terças-feiras, das 19h às 22h40
Vagas: 30
Carga horária: 32 horas-aula (8 encontros)
Investimento:

R$ 1.390,00 (2 x R$ 695,00)

Descontos não cumulativos
20% para ex-alunos
10% para pagamento à vista
10% para mais de 1 pessoa por empresa

Local: Av. Paulista, 1499 – 4º andar
(entrada pela Al. Casa Branca,35)
Responsável: Profa. Dra. Roseli da Silva

Mais informações

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – Fipe
Telefone: (11) 3289-0813
Fone/Fax: (11) 3284-1624
cursos@fipe.org.br

 Objetivo:
Quais os efeitos das políticas monetárias e fiscais nas flutuações macroeconômicas? Que tipos de choques afetam a macroeconomia no curto prazo? Qual a importância dos mercados financeiros para a macroeconômica? Por que as taxas de câmbio variam tanto? Por que é importante que o governo faça politicas econômicas que contribuam para a estabilidade da inflação? Estas e tantas outras perguntas serão respondidas, de maneira simples e de acordo com a estrutura lógica (modelos) da macroeconomia moderna, neste curso de análise macroeconômica. Partiremos de uma estrutura lógica simplificada e agregada, que possibilite a compreensão intuitiva dos principais resultados encontrados pelas pesquisas científicas sobre macroeconomia de curto e de médio prazos, nos últimos 30 anos, consolidada em modelos da corrente principal (mainstream).

Depois de completar esse curso…

1) Você será capaz de compreender os debates sobre politica econômica que sempre são destaque nos jornais e revistas nacionais e internacionais;
2) Você poderá avaliar com mais profundidade cenários econômicos para o futuro e, assim, tomar decisões mais qualificadas sobre onde investir suas economias ou como planejar sua carreira, por exemplo;
3) Você poderá avaliar a plausibilidade de cenários econômicos que são utilizados no planejamento estratégico das empresas, inclusive daquela em que você trabalha.

Público-Alvo:

Jovens profissionais, em formação ou recém-formados, que atuem tanto em instituições financeiras quanto nos demais setores da economia e que buscam ampliar seus horizontes e se qualificar para planejar uma carreira bem-sucedida;

Profissionais em meio de carreira que buscam atualização em seu conhecimento sobre a macroeconomia moderna, em que a interação entre choques de demanda e de oferta agregadas estejam no foco da análise da conjuntura;

Pessoas, com formação de superior, que buscam se informar mais e aprender sobre assuntos de macroeconomia para cultura geral ou atuação politica como cidadãos.

Pré-Requisito:

Conhecimento prévio de matemática de ensino fundamental (gráficos, funções simples, compreensão de tabelas) e disposição para usar a representação gráfica das relações de causalidade que compõem a estrutura lógica dos modelos macroeconômicos que serão apresentadas no curso.

Metodologia:

Nosso tempo em sala de aula é escasso e importante e será otimizado com a aplicação combinada de:
1) aulas expositivas dialogadas, que consistem em estratégias de engajamento dos estudantes no processo de aprendizagem;
2) material de apoio sintético para guiar os objetivos de aprendizagem da aula;
3) material de leitura próprio;
4) referências bibliográficas (artigos científicos) selecionadas para cada tema, combinado com vídeo curto, como atividade extraclasse complementar;
5) A cada 2 aulas, um quiz será realizado em sala por meio do aplicativo Socrative (versão estudante grátis e disponível para quaisquer dispositivos) e novamente em casa para estímulo ao estudo extraclasse.

Programa:

1. Macroeconomia: origens e escolas de pensamento
2. Flutuações x Crescimento econômico: curto e longo prazos
3. Determinantes do dispêndio doméstico em economia aberta
4. Taxas de câmbio, comércio e fluxos de capital
5. Política fiscal e sistema tributário: a sustentabilidade das contas do governo
6. Política monetária sob metas de inflação
7. Oferta agregada, expectativas de inflação e mercado de trabalho
8. Flutuações macroeconômicas: respostas de políticas econômicas frente a choques

Certificado de Conclusão:

Ao final do curso a Fipe emitirá um certificado de conclusão para os alunos que frequentarem, no mínimo, 70% das aulas.

Docente

Roseli Silva
Graduada em Economia e com doutorado em Teoria Econômica pela USP, a Profa. Dra. Roseli Silva consolidou sua carreira como docente e pesquisadora na FEA/USP de Ribeirão Preto, onde trabalha desde 2006, após mais de 8 anos de docência na Universidade Mackenzie em São Paulo. Sua área de atuação principal é Macroeconomia, atuando principalmente nos seguintes temas: regimes monetário e fiscal, mercados financeiros e finanças públicas. Além disso, como linha paralela, a Profa. Roseli também dedica-se ao estudo e implementação de inovações didáticas para o ensino de economia.

 

Anúncios

K-Ecec: Modelos Macro: comparando duas versões básicas

.

A discussão será iniciada a partir do conceito de Demanda Agregada, baseada em três fatores macro:

  • Curva IS (Modelo Aberto): é a representação do equilíbrio no mercado de bens e serviços.

k-ecec-1

k-ecec-2

  • Regra de Taylor: um aumento na inflação, deverá ser corrigido por um aumento em maior nível na taxa de juros nominal da economia, sendo o fato exemplificado na equação abaixo:

k-ecec-3

Sendo, i =  taxa de juros real estimada por Taylor; i*= taxa de juros real de equilíbrio; π = taxa de inflação anual observada; n*= meta de inflação do Banco Central; Y = produto interno bruto (PIB); Y*= PIB de pleno emprego dos fatores de produção; an = coeficiente de sensibilidade à variação da inflação; ay = coeficiente de sensibilidade à variação do produto.

  • Paridade de juros a descoberto: Supõe perfeita mobilidade de capitais e ativos domésticos e internacionais sejam substitutos perfeitos. É representada pela equação abaixo:

k-ecec-4

Seguindo o modelo acima apresentado, damos continuidade a explicação com a oferta de curto e longo prazo:

  • Curto prazo: como um processo evolutivo da curva de Phillips, sendo explanada pela seguinte equação:

k-ecec-5

  • Longo prazo: ajuste completo das expectativas dos agentes de mercado, implicando em uma oferta vertical, sendo inexistente trade-off de longo prazo da economia.

k-ecec-6

Em seu trabalho, Taylor (2000) se preocupa em discutir como deveria ser ensinado macroeconomia para níveis mais básicos de ensino afirmando que, atualmente, os métodos utilizados não ajudam os alunos a criar uma visão econômica mais intuitiva.

            Para compreender melhor a macroeconomia moderna, Taylor aponta cinco fatos estilizados para completo entendimento sobre a mesma:

  • O produto de longo-prazo (PIB Potencial) pode ser entendido como modelo de crescimento de Solow.
  • Não há trade-off de longo prazo entre inflação e desemprego.
  • Há trade-off de curto-prazo entre desemprego e inflação.
  • Expectativas de inflação e decisões políticas futuras são endógenas e quantitativamente significativas.
  • A taxa de juros nominal de curto-prazo (instrumento de política monetária) é ajustada em relação a eventos econômicos

            Com base nos tópicos apresentados acima, muitos economistas buscaram criar modelos macroeconômicos a fim de explicar as flutuações econômicas. Taylor afirma que estes modelos podem ser sintetizados em três relações principais: (i) a primeira relação se dá entre PIB real e taxa de juros real; (ii) a segunda relação é entre inflação e taxa de juros real; (iii) a terceira relação se dá entre inflação e produto real.

k-ecec-7

Onde  e  são parâmetros de sensibilidade, é igual ao produto real;  é taxa de juros real; , inflação;  e são termos de ajustes a choques.

Combinando (i) e (ii) estabeleceremos a relação da Demanda Agregada: . A Oferta agregada, por sua vez, é estabelecida através relação (iii), a qual é representada horizontalmente, uma vez que o ajustamento de preço e inflação é lento.

 

k-ecec-8

Como conclusão, é possível observar que ambos os modelos convergem para o mesmo resultado, levando em consideração a existência de trade-off de curto-prazo em relação inflação e desemprego e a não existência do mesmo no longo-prazo. Destacamos ainda que o modelo macro completo (primeira parte do trabalho) é mais extenso e apresenta minuciosamente descrito os fatores que influenciam o equilíbrio de mercado, como consumo, investimento, gastos do governo e exportações líquidas. Em contrapartida, o modelo macroeconômico descrito no artigo de Taylor, se fundamenta em modelos mais simples, como o modelo de crescimento econômico de Solow (Houston, we have a problem) e se foca em variáveis diretamente relacionada a inflação e desemprego.

 

REFERÊNCIAS:

  1. MISHKIN, Frederic. The Economics of Money, Banking and Financial Markets – 10th edition. Boston: AddisonWesley, 2009.
  2. TAYLOR, John. B. Teaching Modern Macroeconomics at the principles level – The American Economic Review, Vol. 90 (May, 2000), pp. 90-94.”

.

 

 

SOCRATIVE – quizzes e muito mais

.

Socrative é uma ferramenta desenhada para auxiliar os processos de aprendizado ativo, ajudando o professor a engajar seus estudantes e fornecendo feedback imediato das atividades realizadas por meio dele. Há vários usos possiveis, como: perguntas rápidas de saída, para acessar a compreensão do conteúdo da aula; atividades longas com várias etapas em que os grupos/estudantes vão recebendo feedback a cada etapa; e os quizzes, perguntas de múltipla escolha, para avaliar o acompanhamento dos alunos de conceitos básicos e informações ao longo das aulas.

Este será nosso uso em Economia Monetária para ambas as turmas (Economia e ECEC), faremos nossos quizzes utilizando esse aplicativo!!

As vantagens são inúmeras: feedback rápido; sistematização dos resultados com percentual de acerto e de erros; aleatorização tanto das questões quanto das respostas (vai ser muito ineficiente tentar “comparar” sua resposta com a do seu colega, durante a realização do quiz!!); além de um banco disponibilizar bancos de questões servindo como uma rede social para nós, professores, trocarmos nossas atividades (neste caso, todo o material está em lingua inglesa, mas nossos quizzes serão em português).

Saiba mais em: http://socrative.com/

Para começarmos a nos preparar:

  1. Baixe o aplicativo STUDENT em seu celular (compatível com iOS Apps, Android Apps, Chrome Apps, Kindle Apps, Windows Apps)
  2. Você não precisa de uma conta, basta saber o nome da sala (fornecido pelo professor) e em lugar do seu NOME, vc colocará como identificação seu NÚMERO USP, ok?
  3. Nossa SALA chama-se MONETARIA
  4. A partir de hoje (28/07/2016) até nossa primeira aula da manhã e da noite, deixo um Quiz para teste, assim todos poderão saber se tudo está funcionando bem com seu aplicativo e aprender como acessar. Basta entrar na sala e vc já verá as perguntas do Quiz. Terminando, confirme e saia da sala, ok?
  5. Anotem as dúvidas/problemas para resolvermos em sala, combinado?

O Quiz “Esquentando os motores! Revisão de macro básica” está aberto no aplicativo! Sua nota deste teste não será contabilizada, é apenas um teste, mas fique atento para as questões que errar, pois elas cobrem conteúdo básico de macro I !!

Bom semestre a todos!!

 

.

Temas da Atividade Online – nossas aulas e o mundo!

.

A partir da próxima semana, iniciam-se os trabalhos dos grupos com os temas definidos abaixo. Esta atividade didática propõe que os alunos se aproximem do mundo real, conhecendo grandes números da economia brasileira e contextualizando-os em relação a países semelhantes em grau de desenvolvimento e a países desenvlvidos.

Como vai funcionar? Assim:

  1. Em sala (próxima aula) faremos a distribuição dos temas entre os treze grupos, por sorteio.
  2. A ordem e as datas de entrega da atividade já estão predefinidas na tabela abaixo:
    • tabela de temas e datas
  3. A cada data, sempre uma segunda-feira até meio dia, o grupo tem de enviar para o meu e-mail o texto do trabalho no seguinte formato:
    • Há duas datas, 02/maio e 06/junho, em que dois grupos estarão entregando trabalhos, para que possamos finalizar ainda na primeira quinzena de junho;
    • Deve apresentar conteúdo conceitual/teórico e não-opinativo, sobre o assunto, apresentadando dados e citando fontes, se houver menção à alguma notícia, site de referência ou artigos, os links devem aparecer ao final do texto – cuidado com plágio!!!
    • O texto deve buscar uma linguagem informal e que possa elucidar conceitos econômicos para um público amplo;
    • Deve conter no máximo 4.000 caracteres com espaço no formato doc;
    • figuras, gráficos e tabelas devem ter sua posição indicada no texto e ser encaminhados em separado do arquivo de texto e devem estar em formato jpeg;
  4. Cada estudante participará comentando e debatendo o texto/tema, indicando outras notícias relacionadas, e/ou ajudando a melhorar a explicação econômica do fenômeno. É importante que seja possível identificá-los nos comentários. 
  5. A janela temporal para comentários estará aberta da postagem do trabalho (segunda pela tarde) até o domingo seguinte, meia noite.
  6. Avaliação: 50% para a qualidade do texto, avaliada pela professora, e 50% pela participação individual ao longo do semestre, acompanhada e contabilizada pela Monitor Diego.

É isso!! Vambora??!!

.

 

Socrative: vamos aprender a usar?

.

Socrative é uma ferramenta desenhada para auxiliar os processos de aprendizado ativo, ajudando o professor a engajar seus estudantes e fornecendo feedback imediato das atividades realizadas por meio dele. Há vários usos possiveis, como: perguntas rápidas de saída, para acessar a compreensão do conteúdo da aula; atividades longas com várias etapas em que os grupos/estudantes vão recebendo feedback a cada etapa; e os quizzes, perguntas de múltipla escolha, para avaliar o acompanhamento dos alunos de conceitos básicos e informações ao longo das aulas.

Este será nosso uso em Macro I, faremos nossos quizzes utilizando esse aplicativo!! As vantagens são inúmeras: feedback rápido; sistematização dos resultados com percentual de acerto e de erros; aleatorização tanto das questões quanto das respostas (vai ser muito ineficiente tentar “comparar” sua resposta com a do seu colega, durante a realização do quiz!!); além de um banco disponibilizar bancos de questões servindo como uma rede social para nós, professores, trocarmos nossas atividades (neste caso, todo o material está em lingua inglesa, mas nossos quizzes serão em português).

Saiba mais em: http://socrative.com/

Dicas:

  1. Baixe o aplicativo STUDENT em seu celular (compatível com iOS Apps, Android Apps, Chrome Apps, Kindle Apps, Windows Apps)
  2. Você não precisa de uma conta, basta saber o nome da sala (fornecido pelo professor) e, como combinamos em sala, em lugar do seu NOME, vc colocará como identificação seu NÚMERO USP, ok?
  3. Nossa SALA chama-se MACRO2016
  4. A partir de hoje até quinta, em nossa aula, deixo um Quiz para teste, assim todos poderão saber se tudo está funcionando bem com seu aplicativo e aprender como acessar. Basta entrar na sala e vc já verá as perguntas do Quiz. Terminando, confirme e saia da sala, ok?
  5. Anotem as dúvidas/problemas para resolvermos em sala, ok?

O Quiz Teste Macro I está aberto no aplicativo! Não vale nota, ok?! Fique tranquilo… 😉

 

.

 

Que tal prestar atenção no seu método de estudo?

Qual é o seu estilo de aprendiz?

%d blogueiros gostam disto: