Primeiras aulas de macro…

.

Você se lembra das suas? Eu me lembro das minhas… como estudante, eu digo! Começar a estudar macroeconomia é sempre estimulante, a gente acha que vai entender tudo de tudo aquilo que passa na TV sobre inflação, desemprego, taxas de juros e câmbio, exportações, fluxo de capitais, crises financeiras, etc, etc, etc… E, de certa forma, é verdade! 

Por que de certa forma? Porque o início desse processo de aprendizado todo está aí, de fato, nas primeiras aulas de macro, que se torna realmente interessante, no sentido de nos propiciar compreensão das economias contemporâneas, alguns semestres mais tarde, quando o funcionamento de economias abertas é estudado e as relações internacionais em termos de bens e de capitais são explicitamente trazidas para o instrumental de análise, além de aspectos mais modernos do desenvolvimento teórico como o regime de metas de inflação e o papel da credibilidade e das instituições na macroeconomia. 

Assim, tenhamos paciência… e saibamos que dificilmente se alcança o conhecimento mais complexo sem dar os passos básicos. Uma base bem consolidada é a fonte para uma caminhada mais tranquila rumo aos avanços futuros! Além disso,  como também alertei os alunos, é também muito importante reconhecer os limites daquilo que se estuda, saber para o que não serve determinada teoria ou modelo. Porém, ainda assim, esse raciocínio básico de macro já ajuda a dar os primeiros passos no mundo real, como Paul Krugman nos mostra neste post ou neste (vale a pena ler…)

Tenho pensado em como realizar com os estudantes de Macro I atividades interativas, com o uso mais efetivo do blog como instrumento didático, mas ainda não consegui pensar em nada que me pareça factível (tal como a atividade que realizaremos em Finanças). Um dos alunos me sugeriu que tal atividade utilizasse notícias sobre macroeconomia nacional ou internacional, achei ótima a ideia, mas acredito que, por ser um curso bastante básico, poderíamos ter mais confusões do que aprendizado efetivo. E, como também já alertei meu alunos desse semestre, é muito fácil um estudante novato no ramo achar que macroeconomia é “embromation”, ou apenas seu juízo de valor sobre os fatos, e inventar o que eu costumo chamar de “macroeconomia da minha cabeça”… Acontece muito em provas: o estudante preenche páginas de texto usando conectivos conclusivos (portanto, assim, logo… ) e traça um emaranhando sem nexo de raciocínios falaciosos (para ser simpática… rs).

Se você, estudante ou não dessa disciplina, tem uma sugestão de atividade, deixe seu comentário! Agradeço!

 


Anúncios

4 Respostas to “Primeiras aulas de macro…”

  1. Fátima Says:

    Que saudades das suas aulas Prô… Você continua com a mesma energia e paixão pela economia! Infelizmente, não trabalho na área e muita coisa se perdeu nos últimos 6 anos. Então, quando vejo um post seu ou uma dica de leitura, vou logo ler… é um pezinho na economia.. Vou ver se ano que vem faço ANPEC, aliás, vou fazer um cursinho antes…. ou abandono de vez a economia e sigo outro caminho.. hehe
    Este blog me mantem ligada na teoria econômica e, ainda, alimenta meu sonho de me tornar uma economista de verdade…

    Obrigada, Professora!

  2. Paulo Aguirre Botta Says:

    Creio que atividades em grupo sejam interessantes!Por exemplo: Separar os alunos em dois grupos aqueles que serão resposnsaveis pela formação da curva IS e aqueles que serão resposaveis pela curva e LM. Dentro do grupo os alunos terão de se subdividir para dentro do mesmo definir olhando para as variaveis que compem cada curva quem sera o responsavel pela sua criação, seja o metodo ou da onde vem aquela determinada variavel.Por exemplo o grupo responsavel pela curva LM terá de cuidar tanto da criação das variaveis em m=l(y,r) quanto da demosnstração, e a brincadeira sera chegar em um “acordo” matematico e institucional para chegar ao equilibrio com o grupo responsavel pela curva IS e assim este grupo total (formado pelos da curva IS e LM) irá colocar isto no excel e power point e irá apresentar. O desafio é chegar ao equilibrio entre produto e taxa de juros ou|e a movimentação em direção a um novo equilibio .Pensando em tudo dentro do modelo IS-LM ou seja olhandoo para Y = C(Yd) + I(Y, r) + G e m=l(y,r) se subdividir um será os gastos do governo outro o consumo outro autoridade monetria e assim irão dialogar e com certeza irão aprender de forma mais pratica este primeiro modelo tão importante.

    Alias professora assim como no comentario abaixo estou louco para voltar a economia!

    Grande abraço e boas vindas.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: