Inovações didáticas: o papel dos blogs

.

Não há dúvidas de que a blogosfera está revolucionando a mídia nos últimos anos. Muitos jornalistas independentes, profissionais de diversas áreas, acadêmicos, ou qualquer internauta que queira expressar suas opiniões, suas idiossincrasias, encontram na blogosfera um caminho rápido e fácil para isso.

Os blogs de economia ganham particular importância em momentos de crise como o atual e batalhas intelectuais interessantes travam-se nesse ambiente virtual (vou atualizar em breve minha lista de links que ficou parada no tempo e no espaço…).

Meu interesse principal em manter um blog tem sido, cada vez mais, didático. Como falei no post inaugural, não pretendo trazer para este espaço discussões extremamente técnicas e/ou complexas em minha área de atuação. Ao contrário, quero aqui aperfeiçoar minha capacidade de falar sobre economia numa linguagem simples e acessível, até mesmo informal, permitindo-me emitir avaliações normativas – o que procuro não fazer em sala de aula – sobre os diversos temas tratados.

O uso dos blogs para fins didáticos em economia ainda é bastante limitado e não tenho encontrado muitos blogs que possam servir de exemplo (estou fazendo um levantamento e aceito sugestões!). Por outro lado, se pensamos em uma atividade didática específica, como a que descrevo a seguir, qualquer blog de economia pode ser usado para este fim. Vejamos:

Exemplo de Atividade: Quando um conceito ou teoria são tratados em classe, pode-se propor aos estudantes uma atividade que consista em realizar buscas sobre opiniões de especialistas a respeito do tema abordado ou mesmo, para cursos mais avançados, que os estudantes tentem identificar na opinião expressa pelo especialista a lógica ou modelo econômico que o embasa (o que, diga-se de passagem, nem sempre é possível…).

Porém, quando falo do uso do blog como instrumento didático inovador, refiro-me a envolver os estudantes no aprendizado por meio de comentários sobre os posts associados aos conteúdos programáticos, participando ativamente, com dúvidas ou propostas de soluções de dúvidas que os colegas tenham postado, por meio da sugestão de outros blogs para leitura complementar, ou expressando a opinião sobre a forma como a matéria foi abordada, inclusive de forma crítica. A tentativa de implementar esse uso que me levou a abrir, desde já, duas páginas para concentrar posts associados diretamente aos conteúdos das disciplinas sob minha responsabilidade neste semestre (NPNG-Finanças I e NPNG-Macro I).

Para qualquer um dos usos, mas especialmente para o segundo caso, é essencial que a atividade no blog seja programada pelo professor, seja monitorada, e, mais importante, as dúvidas, opiniões e sugestões sejam levadas de volta para a sala de aula, contribuindo para o dinamismo e propiciando a integração entre os colegas e o estreitamento da relação professor-aluno, essencial para o aprendizado.

 

Uma resposta to “Inovações didáticas: o papel dos blogs”

  1. lifega Says:

    Oi, Rô. Vim aqui “buscar” um link pra sua página, e comecei a ler. Gostei muito desse e gostaria de que discutíssemos mais sobre esse tema, já que acho uma ferramenta preciosa também pra quaisquer professores, inclusive de psicologia – como é o meu caso. A grande questão, penso, é o professor incorporar, desde logo, naquele período que dedica à preparação de suas aulas e do material, o tempo (lógico e cronológico) que se dispõe a dedicar ao blog. É, teoricamente, “mais trabalho”, mas, quero crer, leva os alunos a se envolverem mais, não?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: