PIB, o que é isso mesmo?

 

Nesta última quinta-feira (11/03), o IBGE divulgou a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2009, revelando praticamente uma estabilidade – ou seja nem caiu, nem subiu em termos reais. Ótimo, todos os meios de comunicação divulgaram a notícia, alguns destacando com euforia o fato de que o Brasil esteve melhor que a maior parte dos países de mais relevância no mundo.

Aproveito o tema para chamar a atenção para dois aspectos: o primeiro em relação ao conceito, o segundo em relação à relevância do resultado.

Quanto ao primeiro aspecto, basta fazer um “googling” do termo para observar que há, em geral, uma tendência a se afirmar que o PIB “é a soma das riquezas” de um país num determinado período de tempo. Tudo bem que a mídia utilize uma linguagem simples para transmitir conceitos pouco usuais, mas ela também deve ser precisa e correta. Riqueza é estoque e o PIB é fluxo. Explico com um exemplo: quando você começa sua vida profissional e recebe o seu salário mensal de R$ 1000,00, a cada mês você gasta 80% de sua renda e poupa o restante. Tanto sua renda quando sua poupança, assim como seu consumo (seus gastos), são valores medidos em fluxos mensais. O período de tempo considerado faz toda a diferença na mensuração e comparação de fluxos, assim, se passarmos a medir tais fluxos em trimestres, sua renda passa a R$ 3000,00 e sua poupança, a R$ 600,00. Em anos? Sua renda vai a R$12000,00 e sua poupança R$ 2400,00 anuais. Observe que aquilo que você poupou ao longo do tempo vai se acumulando, e se olharmos para o quanto você terá guardado ao final de 10 anos, serão 24 mil reais (estou desconsiderando juros eventuais, para uma análise simples). Estes 24 mil reais são sua riqueza, seu estoque. O mesmo acontece na mensuração do nível de atividade de um país, o PIB, num ano ou trimestre, é uma medida do fluxo de bens e serviços produzidos no período e que estão disponíveis para serem comprados pelas famílias, pelas empresas ou pelo governo, nacionais ou de outros países, ou seja, o que chamamos de bens e serviços finais.

Assim, esse fluxo de novos bens e serviços que forem comprados e consumidos por famílias ou para custeio do governo serão os bens de consumo, por empresas ou por governos para gerar novos bens e serviços, serão os bens de capital, e somarão o Investimento privado e público do país, por famílias, empresas e governos de outros países, constituirão as exportações nacionais.

Da mesma maneira que sua poupança mensal constituiu seu estoque de riqueza no exemplo acima, o investimento privado e público constitui o estoque de capital da economia como um todo – importante determinante do crescimento econômico sustentado ao longo do tempo (falaremos disso num próximo post). Neste aspecto, as últimas notícias preocupam, pois o Investimento de 2009 caiu 9,9% e foi a principal causa da queda de 0,2% do PIB…

O outro aspecto para o qual eu gostaria de chamar a atenção diz respeito ao significado prático do resultado do PIB brasileiro. O PIB dividido pelo número total de habitantes do país, PIB per capita, mensura uma dimensão relevante do bem-estar, ou da qualidade de vida, e com estes resultados podemos dizer que os brasileiros, em conjunto, pioraram seu nível de bem-estar, pois, com o crescimento populacional de quase 1%, o PIB per capita caiu em 1,2% em 2009, em relação ao ano anterior. O quão boa é a medida do PIB per capita como uma aproximação à qualidade de vida da população é uma questão que economistas do porte de Amartya Sen já trataram, contribuindo para o desenvolvimento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) – sobre o qual também voltaremos a falar em breve.

 

 

Anúncios

Uma resposta to “PIB, o que é isso mesmo?”

  1. Flaco Marques Says:

    Será que essa queda no investimento é um sinal da racionalidade das expectativas (futuro incerto, levando a menores inversões) ou os agentes são mais adaptativos (frente ao choque, agir de maneira mais prudente)?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: